Então... Aqui eu sou conhecido como Bi, né? mas meu nome artístico é Embia Oliver, mas aqui todo mundo me chama como Bi, a rainha da bateria, “a louca”... Tô brincando!... Aqui é assim, essa cidade é pequenininha, porém muito divertida, preconceito nessa cidade é zero. Pra você ver, essa aqui é uma das roupas que eu usei numa dessas festas que teve agora chamada Rabeia e eu, a madrinha da bateria como sempre um sucesso, eu a madrinha da banda, tá bom?

Tentaram me matar em São Paulo, aí eu ia pro Rio de Janeiro, eu disse: não, vou pra Bahia... Tentei comprar passagem pra cá, não tinha, tinha pra Barra da Estiva, eu falei: “Quer saber de uma coisa? Vou pra Barra da Estiva”. Quando chegou em Vitória da Conquista o motorista falou assim “Quem vai pra Andaraí não desça nesse ônibus continua nesse ônibus! ” Eu falei : “O que? tô aqui!”

Mas eu já conhecia aqui, há dezesseis anos atrás, toda vez que eu saia de féria, eu vinha passear por aqui e eu sempre falei: “Uma hora vou vim morar em Andaraí... Uma hora vou vim morar em Andaraí!” Só eu não me preparei, não fiz uma faculdade, eu não fiz nada, quando eu vim de São Paulo eu vim só com isso aqui... de brinco, ó! Aí eu vendi, mandei comprar mais, vendi, mandei comprar mais... Aí foi indo, foi indo...

Hoje em dia eu tenho geladeira, fogão, armário, trereretrere... tudo aí, entendeu? Foi difícil, mas três anos que eu tô aqui, moço!

Então, essa festa acontece uma vez por ano, um mês antes da festa do Divino, aí todo ano no domingo um mês antes acontece essa festa chamada Rabeia onde os moradores daqui pegam uma madeira bem grandona e travessam a cidade lá da ponta, aqui na porta da igreja e eu gostei dessa festa falei: “É um bom motivo de eu me maquiar e mostrar meu trabalho!” Tanto é que está aqui meu trabalho.

Isso é tão normal que eu faço até de olho fechado, não tem segredo nenhum pra mim, entendeu? É você me dar uma maquininha de cola quente e um pedaço de pano, amor... Ali eu faço qualquer coisa! Pra mim é tão normal, que eu faço isso desde pequeninho... Desde a escola já, a professora falava: “Edvaldo, vamos decorar a escola?” Eu já saia decorando a escola, então pra mim isso é normal!

Eu, Edvaldo, acho que a melhor festa da cidade é o Rabeia, porque só tem moradores da cidade de Andaraí, essa festa que vai acontecer esse final de semana vem gente de tudo que é lugar, entendeu? Mas na festa do Rabeia você vê pai, mãe, filho, filha, namorado... Todo mundo da cidade, por isso que eu acho melhor é uma festa mais familiar! Tem a banda, a fanfarra da cidade, tem a ala dos macumbeiros, tem o Imperador, então são vários temas. Ai eu falei: “O que? tem a banda, precisam de uma madrinha” e onde eu emplaquei é aí que eu entro na frente da banda, em três anos eles já juram que eu sou a madrinha mesmo da banda, a rainha da bateria, entendeu?

< Compartilha essa lembrança >


Imagens


Gabinete imagem
Colectivo Infinitos Monos 2015 by Javier Cruz