[Silena] Eu botava brasa, achava o prego aqui e agora ia passar na roupa, mas se esquentava demais queimava a roupa.

[Maria Elena] A brasa que ela fala é o carvão, põe o carvão aqui, ali fecha, põe uma brasinha já acesa, aí vai soprando por aqui e ali ele esquenta todo, só tem essa parte de madeira aqui que não esquenta. Ela segurava aqui e passava ferro, nessa época não existia energia, ela usava muito.

A lembrança da gente é isso, ela sempre na máquina costurando, passando o ferro... eu acho que até a década do 70, porque mesmo próximo da cidade aqui era difícil a energia. Eu guardo porque é uma lembrança que a gente tem da infância da gente, aquela coisa de ver a mãe da gente fazendo aquilo, até que eu peguei escondida dela lá e eu guardei aqui, ela está vendo agora, descobriu agora...

[Silena] Eu sabia que estava aqui...

[Maria Elena] Eu assegurei logo...

< Compartilha essa lembrança >


Imagens


Gabinete imagem
Colectivo Infinitos Monos 2015 by Javier Cruz