[Ená] Esse objeto é um cristal ele tem um significado muito grande para essa casa, ele é centenário, pertenceu ao proprietário dessa casa Senhor Arlindo Barreto, conhecido aqui na cidade como Seu Lindô... e Seu Lindô era uma pessoa muito importante aqui, ele era um dos grandes comprador de diamante na época do auge dos diamantes, e eu me lembro muito de Seu Lindô. Betinha, Elisabete pode falar melhor, porque ele era o sogro dela...

[Elisabete] Eu me lembro da sala em cima da mesa, sempre tava esse cristal, ele faleceu e o cristal continuou aqui na casa com a esposa dele, quando a esposa dele faleceu... que eu vim com o filho, eles não quiseram nada de herança da casa... de coisas que a mãe deixou...E ela (Ená) me ligou de São Paulo e disse que a única coisa que ela queria era esse cristal e eu vim aqui pegar e ele acompanha a gente. Ele tava em São Paulo, agora ele tá aqui com gente. Ele servia para prender os papeis, as notas dos diamantes que ele comprava.

< Compartilha essa lembrança >


Imagens


Gabinete imagem
Colectivo Infinitos Monos 2015 by Javier Cruz