Essa ferradura eu encontrei próximo à barragem. Os urubus já tinham feito o estrago e eu arranquei a ferradura do cavalo morto. Eu trouxe esse osso também que foi da vaca. Sempre que tem exposição eu ajudo com esses objetos. As pessoas falam que não tem valor, que não prestam, ai eu sempre levo essas coisas assim que eu tenho.

< Compartilha essa lembrança >


Imagens


Gabinete imagem
Colectivo Infinitos Monos 2015 by Javier Cruz